HOSPITAL DA CRIANÇA DE BRASÍLIA JOSÉ ALENCAR - HCB

Os esforços dos pais e mães eram insuficientes diante da difícil situação encontrada nos hospitais públicos existentes, onde não havia condições para a garantia de um atendimento especializado de qualidade às crianças e aos adolescentes.

Diante de tamanhas dificuldades, a Abrace percebeu que era preciso oferecer mais que a acolhida na Casa de Apoio. Os pais e mães desses meninos e meninas mobilizaram a sociedade civil e moveram esforços para a construção de um centro especializado com infraestrutura e recursos plenos, capaz de gerenciar de forma eficiente o tratamento integrado do paciente pediátrico.

Ainda chamado de Instituto Pediátrico, o Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) teve sua construção dividida em dois ambientes complementares, próprios ao público infanto-juvenil. No Bloco I, os jovens pacientes teriam à disposição uma série de serviços como consultas, cirurgias ambulatoriais, diagnostico básico e por imagem, quimioterapias, processos de depuração do sangue como a diálise peritoneal e a hemodiálise, além de procedimentos ambulatoriais sob sedação. Já́ o Bloco II compreenderia serviços como internação, cirurgias e diagnostico especializado, além de setores como a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e o Centro de Ensino e Pesquisa.

Em dezembro de 2008 o Bloco I ficou pronto e o primeiro contrato de gestão do hospital foi celebrado entre a Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) e o Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada - Icipe, em 2009. Nele, o Instituto, que é uma organização social sem fins lucrativos criada pela Abrace, se comprometia a organizar, implantar e gerir as ações de saúde do HCB, colocando-o para funcionar em até 90 dias. Assim, a partir de 1° de julho de 2011 os primeiros funcionários começaram a ser admitidos e, com eles, surgiam as primeiras reuniões do corpo funcional do hospital.

As atividades do ambulatório de Onco-Hematologia logo foram inauguradas. Em 26 de setembro de 2011, o setor já estava à disposição das crianças e dos adolescentes. Os serviços foram implantados um a um, gradativamente, até o grande dia, em 23 de novembro de 2011 quando o Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) foi oficialmente inaugurado.

A construção do segundo bloco do HCB foi realizada meio de um convênio entre o Governo do Distrito Federal e a Organização Mundial da Família (WFO). O prédio foi entregue em julho de 2018 e a implantação dos serviços é uma nova etapa desse sonho.

O HCB foi concebido para complementar a rede pública de saúde do Distrito Federal, provendo-a de um complexo médico-hospitalar para público pediátrico portador de doenças de média e alta complexidade que necessitem de atenção especializada e multidisciplinar. Com esta missão, profissionais das várias especialidades pediátricas estão sempre em aprimoramento técnico, científico e comportamental e o hospital se mantém em busca de meios sustentáveis e tecnicamente adequados para ampliar sua capacidade diagnostica e terapêutica. Nesta lógica, o Icipe vem instituindo um modelo assistencial baseado na gestão da clínica de forma ampliada e interdisciplinar com envolvimento do paciente e de sua família no processo de cuidado e numa justa articulação com a rede de saúde.

Desde a sua inauguração o Hospital da Criança de Brasília realizou cerca de 3 milhões de atendimentos. Dentre eles, destaca-se a realização de mais de um milhão e 714 mil exames laboratoriais e de 461 mil consultas. O HCB realizou, ainda, mais de 69 mil diárias (28.149 internações e 41.438 hospital-dia), 43 mil sessões de quimioterapia, 19 mil transfusões, 8 mil cirurgias ambulatoriais, 14 mil ecocardiogramas, 38 mil raios X, 20 mil tomografias, 28 mil ultrassons, dentre outros.

Em 2018, com a gestão do Icipe, o Hospital recebeu o selo de primeiro hospital público do Distrito Federal e o primeiro hospital pediátrico da região Centro-Oeste acreditado pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). Entra, portanto, para um grupo restrito de excelência em saúde no país, resultado da seriedade do trabalho feito pelo Instituto.